domingo, 7 de setembro de 2014

Escolhas "Tempo" e religião

"Não concordo com o que dizes mas defenderei até à morte o teu direito de o dizeres". Voltaire


Não sei por que eu coloquei no título escolhas, mas para dizer a verdade eu não sei muito o que iria escrever, e acabei lembrando agora quando li o post anterior.

Vou contar um pouco sobre a minha semana, depois que escrevi aquele post de domingo parecia que tinha esgotou minhas palavras , mas não é isso, a minha mente estava precisando de um descanso.

Esta semana foi uma semana comum. Mas fiquei exaurido.

Segunda, nem me lembro do que fiz; 


Terça, muito menos;
Quarta, menos e muito menos ainda;
Quinta, até que fiz alguma coisa, tive uma prova na Faculdade, e agora eu espero as notas, eram questões de múltiplas escolhas.
Sexta, nossa um trânsito terrível, nem parece que cheguei em casa;

Final de semana comum;
às vezes me pego justificando mentalmente as coisas que faço;
como agora que vou escrever que na vida fazemos escolhas e minha escolha do momento e sacrificar algumas coisas hoje para poder ganhar amanhã;

O Tempo

Quando temos muito tempo
não sabemos o que fazer
quando temos pouco tempo
temos muita coisa a fazer
o tempo é muito estranho, se eu tivesse um máquina do tempo não saberia ao certo o que fazer com ela, mas acredito que já a tenham inventado, só que acabei criando uma teoria, de que nunca conseguimos nos encontrar, e mesmo se nos encontrarmos, não lembramos de nada.

Não gosto de falar muito de religião, pois eu não gosto de conflitos, mas isso não quer dizer que eu não me incomode com algumas coisas, para mim religião devia ser para unir as pessoas, mas o que eu vejo de primeira mão é que ela cria blocos, mas isso não vem ao caso agora.

Um dia desse uma coisa me deixou bem incomodado, na verdade hoje em dia tudo me incomoda, seria isso a velhice, quando eu vejo algo e não posso fazer nada isso me causa um incomodo, quando vejo...

Nesse dia quando voltava para casa, no ônibus entrou um senhor e começou a pregar, quer dizer começou a falar sobre a bíblia, eu sei que existe lugar pra tudo. Mas isto não me incomoda, existem tantos barulhos, o motor do ônibus, a pessoa com fone alto ou sem fone nenhum, a pessoa fazendo batuque, pessoas conversando, por que iria ficar incomodado, mais um ou menos um o que faz a diferença então, é o que a pessoa diz, são opiniões diferentes.

Resumindo: Acho tudo isto uma besteira, e por isso continuamos dessa forma;

"Não concordo com o que dizes mas defenderei até à morte o teu direito de o dizeres".
Voltaire

Postar um comentário